Pular para o conteúdo principal

Adeus ano velho...

2019 foi um ano em que:

- Não tirei nenhum plantão noturno e senti o gostinho de dormir todas as noites em casa. Não existe sensação melhor no mundo;

- Meus dias ficaram mais longos já que o noturno virou diurno, foi difícil no início e ainda está sendo complicado mesmo após 12 meses. Mal almoçar, correr pro outro serviço, mal chegar e já ter trabalho para realizar. Rotina desgastante.

- Férias foram foda. Conseguimos emendar duas viagens e com isso passamos quase 15 dias fora. Com isso percebi como gostamos de viajar. Um verdadeiro hobby em nossas vidas. 

- Fizemos nossa primeira viagem pro exterior. América Latina mesmo. A segunda será agora próximo ano, iremos cruzar o Atlântico e parar na Europa.

- Continuamos com um apê alugado. O inquilino sempre pagou direitinho. A vigência do contrato finaliza agora em janeiro. Estou esperando uma posição dele se irá renovar ou não.

- Com a queda da taxa de juros, o mercado imobiliário está voltando a ficar aquecido. Caso ele tenha alguma proposta de compra, posso ficar tentado a vender.

- Já deitado na cama aguardando o ano novo, saudades de quando era jovem e esperava a meia noite junto da família. Hoje só fomos ceiar com eles e voltamos para casa pois amanhã tem trabalho.

METAS PARA 2020:

Nenhuma. Odeio criar metas. Geralmente crio metas surreais e acabo ficando frustado por não cumprí-las.

Para 2020 apenas desejo continuar com saúde, me esforçar mais nas atividades físicas, o trabalho não vou ter como reduzir (então é aguentar o veneno), que as férias sejam foda novamente (altas expectativas), mínimo de aporte de 20% da renda ativa, mas o desejável mesmo seria conseguir 30% pelo menos.

Esquecer um pouco planilha, rentabilidade e focar em o que importa mesmo: família, ler um livro, passear, jogar. Qualquer coisa que não seja número nem conta.

E vamô lá, feliz ano novo gente :) 

Comentários

  1. Criar metas é complicado mesmo. Quem sabe você não cria umas bem extremamente simples. Tipo, poupar 100 reais mensais. Ou então ler uma página de um livro por dia, ou por semana. Andar 3 minutos dia sim, dia não. O senso de realização pode te fazer tomar gosto pela coisa. Forte abraço e fica com Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Poupador, vc tem razão, metas simples são fáceis de manter. Então poderia partir para metas mais complexas, vou pensar a respeito! Grande abraço!

      Excluir
  2. Boa noite meu camarada, blz?!
    Vc pretende parar de trabalhar algum dia e viver dos rendimentos?!
    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi suburbano, tudo bem? Então, creio que meu nível de aporte atual nao me faria chegar nessa condição. O que planejo atualmente é renda passiva suficiente para pagar os meus juros imobiliários. Foi a meta mais "pé no chão", digamos assim, para o médio prazo. Para o longo prazo, uma graninha para complementar a aposentadoria não faria mal, né? :)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

E o custo de vida no Brasil?

Sugiro que todos abram o Spotify e botem para tocar The Power of Love, porque é exatamente o que estou fazendo nesse momento.  E aproveitem e pesquisem Cobra Kai no You Tube que a série está muito boa!

Então colegas de finasfera, olhando o consumo deste mês, percebi como está caro viver no Brasil. A classe média cada vez mais pressionada por conta dos impostos, alguns com retorno zero. Escola pública, Sistema Único de Saúde e transporte público são apenas algumas categorias em que somos capazes de utilizar apenas em último caso. Abro um parênteses para transporte público pois depende da cidade em que cada um reside. Na minha cidade é horrível, não tem malha de metrô, dependemos única e exclusivamente de ônib

Checando os números de novembro

Hoje estou com o domingo livre e resolvi fazer algo que gosto bastante: realizar contas e mexer com tabelas. Este texto é uma forma de incentivar os investidores que estão iniciando. Também considero uma forma de incentivar a mim mesmo, para continuar focado pelos anos vindouros. Comecei meus investimentos em renda variável em Junho/17 e foi um ano de bastante aprendizado. Finalizei o ano com a carteira totalmente vendida, estava com posições muito favoráveis, então preferi realizar o lucro. No início do ano, mudamos de residência, então, o dinheiro foi muito bem utilizado.
Vamos ver o gráfico de renda passiva de 2018 então:
Certo, de vermelho estão os rendimentos do imóvel físico que possuo. E de azul, rendimentos recebidos (em sua maioria) de Fundos Imobiliários. Em janeiro, fiz uma pequena carteira de fundos de recebíveis, da qual não me arrependo, vendi as posições com lucro e ainda tive essa rendinha no mês. Existe um hiato de 4 meses sem investimentos, justamente a época em que…

Plano B

Gosto de guiar minha vida por objetivos. Tipo como se fosse uma fase de Super Mario World. Vamos passando fase por fase, objetivo por objetivo, subindo um degrau após o outro.

O plano B, por motivos óbvios, não é tão bom quanto o plano A. Afinal de contas, se fosse bom, não seria B, seria A, concordam? Então a gente vai ajustando conforme a vida vai caminhando.
Costumo a dizer que para um plano dar certo, ele precisa ter falhas. São nas falhas e nos erros que aprendemos lições valiosas. Quando tudo vai muito certinho, não costumamos a olhar para trás procurando outra saída ou outro rumo.
Lembram da era nostálgica das lan houses? Eu era doido e fissurado por um jogo de estratégia chamado Warcraft 3. E a cada jogo finalizado, eu tinha o costume de olhar os replays para entender aonde estavam meus erros ou acertos. Claro que eu observava com mais atenção os jogos em que perdia. Os jogos em que eu vencia não me ensinavam muito.
É igual na vida.
Planejei focar por cinco anos na dívida imo…