Pular para o conteúdo principal

Postagens

Orçamento Fev/20 - 11/29

Continuando a atualização do orçamento deste mês. Estamos no décimo-primeiro dia de fevereiro, faltam ainda 18 dias para o seu término. Estou digitando direto do celular, então podem ocorrer erros. Meu notebook está cada dia pior e chegou a hora de levar para a manutenção.
Falando de despesas domésticas, ajustei o valor do débito de financiamento para baixo (de R$ 2015 para R$ 1658). Toda vez que realizo alguma operação de amortização antes do débito da parcela, acontece isso. Não faço a mínima ideia do motivo. Quem souber porque isso acontece, por favor, comente. 
Refeições no serviço estão na média (aproximadamente R$ 15,00 por dia). É um bandeco bem servido, não tenho do que reclamar.
Despesas com restaurantes estão um pouco elevadas. Tivemos alguns eventos sociais nesse inicio de mês somados com a falta de planejamento para fazer a janta diária. Culminou nesse valor de R$ 380,00 em pleno dia 11. Se ficarmos abaixo dos R$ 1000 nesse quesito dia 29, já vai estar de bom tamanho.
O r…
Postagens recentes

Orçamento Fev/20 em tempo real

Se tem algo que percebi nesse tempo de blogosfera é que: TODO mundo adora dar pitaco e olhar orçamento alheio. É bem interessante a forma que lidamos com os gastos do próximo. Muitas das vezes não concordamos com certos gastos mesmo sem conhecer a vida do outro. Não creio que seja de mal, acho que esse comportamento é até involuntário.
Este mês decidi fazer algo diferente. Resolvi fazer um orçamento em tempo-real. Irei atualizar a planilha frequentemente neste mês e realizar posts com as atualizações. A ideia por trás disso é saber como nos comportamos no decorrer dos dias. Se existe algo que eu possa enxugar do orçamento e se valeria a pena.
De início, estou falando de receitas de um casal sem filhos. Ainda falta atualizar o campo de receitas, conforme os salários forem entrando. Este mês foi bem atípico por conta dos extras no serviço. 
Neste início de mês, decidi pagar à vista os impostos devidos (IPVA, Licenciamento e Conselho de classe) por conta dos descontos concedidos.
O ques…

ETF's no Brasil: o seu guia definitivo

Este texto tem como objetivo auxiliar os novos CPF's da Bolsa de Valores. No final de 2018, éramos apenas 800 mil investidores (pouco, perto de uma população de 210 milhões de brasileiros). Em outubro de 2019, subimos para 1,5 milhão de investidores (o dobro, praticamente). Existem diversos fatores que levaram a esse aumento expressivo, dentre eles, podemos elencar:
- Queda da taxa SELIC, atingindo fundo histórico de 4,5 % ao ano;
- Aprovação da reforma da previdência e expectativas de mais reformas;
- Expectativas também do fim da guerra comercial entre EUA e China;
- Taxa de desemprego seguindo em queda.
Dentro deste cenário, o investidor brasileiro precisou se mexer. Quem investia em 2015/2016 conseguia retornos expressivos sem correr muitos riscos, visto que a taxa SELIC estava em 14,25% ao ano. No cenário atual, os investimentos não estão mais tão simples assim. Quem busca uma rentabilidade um pouco mais elevada precisa correr mais riscos. É o prêmio risco/retorno.
Os ETF…

Reflexões sobre investimentos, a vida e tudo mais

Esse último mês foi lindo, né? IFIX batendo mais de 20 pregões de topo, IBOV subindo a cada dia que passa, SELIC no fundo do gráfico, poutz, aconteceu coisa para caramba!
Queria estar feliz com todos esses acontecimentos, e de início, fiquei realmente porém com o passar dos dias fui me preocupando. Como comentei alguns posts atrás, voltei a fazer minha carteira de investimentos e praticamente metade dela está em renda variável.
Os yields dos Fundos Imobiliários já não são tão atrativos, até mesmo entrar em FII hoje em dia está complicado porque tudo, TUDO subiu. Um pequeno exemplo ALZR11, quase R$ 50,00 acima do meu preço-médio. E não é exceção porque XPML11, CEOC11, MALL11 também subiram e estão na minha carteira.
Na real? Inventa qualquer sigla e bota 11 no final que ela sobe. Pode testar aí.
As ações também estão em frenesi. Quem tem varejo na carteira está sorrindo à toa (mesmo com a decepção desse último trimestre). Magalu então, rumo ao infinito e além.
Caralho velho, não está …

Adeus ano velho...

2019 foi um ano em que:
- Não tirei nenhum plantão noturno e senti o gostinho de dormir todas as noites em casa. Não existe sensação melhor no mundo;
- Meus dias ficaram mais longos já que o noturno virou diurno, foi difícil no início e ainda está sendo complicado mesmo após 12 meses. Mal almoçar, correr pro outro serviço, mal chegar e já ter trabalho para realizar. Rotina desgastante.
- Férias foram foda. Conseguimos emendar duas viagens e com isso passamos quase 15 dias fora. Com isso percebi como gostamos de viajar. Um verdadeiro hobby em nossas vidas. 
- Fizemos nossa primeira viagem pro exterior. América Latina mesmo. A segunda será agora próximo ano, iremos cruzar o Atlântico e parar na Europa.
- Continuamos com um apê alugado. O inquilino sempre pagou direitinho. A vigência do contrato finaliza agora em janeiro. Estou esperando uma posição dele se irá renovar ou não.
- Com a queda da taxa de juros, o mercado imobiliário está voltando a ficar aquecido. Caso ele tenha alguma pro…

Evolução do patrimônio (2017-2019)

Bom dia colegas de finasfera. Como estamos? Aproveitando a folguinha do trabalho para atualizar este blog. Decidi comentar um pouco sobre a evolução do meu patrimônio. Gosto de utilizar esta métrica, principalmente para imaginar o longo prazo. E também como forma de auto-avaliação, de 2017 para cá, muita coisa aconteceu. A vida caminha. Os objetivos mudam. 
Irei começar por Janeiro/17, primeiro mês em que botei na planilha quanto eu possuía efetivamente de patrimônio líquido. Naquela época eu possuía um veículo que custava mais da metade do apartamento em que vivia.  O mesmo carro que possuo hoje porém, como a depreciação era menor, ele valia mais dinheiro. 
Em 2017 eu estava engatinhando nos investimentos, possuía dinheiro na poupança, no Tesouro Selic, CDB's de liquidez diária e um pouco de Tesouro IPCA+. Era a carteira ideal para quem está começando nesse mundo. Ganhando uma merrequinha mais que a poupança enquanto estudava sobre o assunto.
Naquele ano eu já estava com o carro…