Pular para o conteúdo principal

E o custo de vida no Brasil?

Resultado de imagem para karate kid
Sugiro que todos abram o Spotify e botem para tocar The Power of Love, porque é exatamente o que estou fazendo nesse momento.  E aproveitem e pesquisem Cobra Kai no You Tube que a série está muito boa!


Então colegas de finasfera, olhando o consumo deste mês, percebi como está caro viver no Brasil. A classe média cada vez mais pressionada por conta dos impostos, alguns com retorno zero. Escola pública, Sistema Único de Saúde e transporte público são apenas algumas categorias em que somos capazes de utilizar apenas em último caso. Abro um parênteses para transporte público pois depende da cidade em que cada um reside. Na minha cidade é horrível, não tem malha de metrô, dependemos única e exclusivamente de ônibus. 

Calcule o inferno.

Bora dar uma olhadinha no meu consumo deste mês, irei utilizar números desta vez (com números o impacto é maior). As cifras são referentes à uma família de duas pessoas apenas, não temos filhos ainda. Aproveito e faço um jabá grátis aqui pro Banco do Brasil, o bancão está com uma ferramenta automática de categorização de consumo que funciona muito bem! Foi a partir dela que contabilizei estes gastos:

- Moradia : inclui prestação (juros + amortização), condomínio, luz e gastos necessários com móveis ou utensílios domésticos. Neste mês gastamos R$ 2.631,23.

- Alimentação: aqui nós temos refeições fora, ifood, supermercado e refeições no serviço. Estou com um acumulado do mês passado que foi realizado no cartão de crédito e paguei somente neste mês corrente. Até agora R$ 1.190,27.

- Lazer: o maior gasto dessa categoria vai para a viagem já programada. Mas tem também livros, spotify, cinema etc. Essas coisas que todo mundo gosta, R$ 1.146,98.

- Saúde: gastos para dois no plano, além de farmácia. Até o momento R$ 1.044,14.

- Educação: gastos com FIES, esse financiamento possui taxa de juros de somente 3% ao ano. O melhor tipo de dívida, R$ 450,00.

- Transporte: aqui tem desde Uber até lavagem do nosso carro, esses meses andam puxados por conta da revisão. Até o momento, R$ 878,34.

- Despesas pessoais: ajuda pros pais, presentes etc. R$ 610,43.

Imposto de renda: aquela delícia de dinheiro perdido, apenas a bagatela de R$ 1.045,30.

Comunicação: nessa categoria temos a internet residencial e planos controles dos celulares. Costuma a ser uns R$ 230,00.

E aí, bora somar tudo? Se a calculadora estiver correta, deu R$ 9.226,69. Um orçamento para duas pessoas em que não coloquei aqueles gastos não-recorrentes, como troca de celular e compra de roupas novas. Então, se utilizasse esses gastos não contabilizados e levássemos em conta que o mês nem acabou ainda, esse orçamento já passaria fácil dos R$ 10.000,00.

O imposto de renda já deixo logo como gasto mensal, visto que o máximo de parcelas que governo permite são 8. Sobram somente 4 meses sem essa dor.

Foi aproximadamente há dois meses atrás que sentei para fazer essa conta e fiquei besta com o resultado. Assim como estou pasmo aqui olhando para tela tentando entender como gastamos tudo isso. Claro que existem categorias em que poderíamos diminuir os gastos, nossa moradia é um exemplo. Lazer também, porém uma viagem para 4 pessoas custa realmente bastante dinheiro.

O problema para mim é essa cifra enorme. Em uma emergência (quando trato de emergência, digo se algum de nós perdesse o emprego, creio que seria o mais impactante, visto que não saberíamos em quanto tempo conseguiríamos nos relocar em outro emprego), teríamos que mudar urgentemente nosso estilo de vida.

O pior de tudo isso é que segundo esse site aqui, somos definidos como "Alta classe média". Caramba, nosso carro tem mais de 4 anos, vivo usando camisa básica, tênis surrado, não temos hobbies caros (com exceção das viagens, em que gastamos um pouco mais). Acho que nosso único luxo é a moradia mesmo. Eu fico imaginando se realmente vestíssemos a roupagem de "Alta classe",  saindo todo final de semana, comprando carro zero a cada 3 anos, usando roupa de marca, quanto  será que gastaríamos por mês?

Bizarro. Termino o post com a mão na testa, reflexivo. Sem saber o que concluir.  Ou melhor, eu sei o que concluir, temos um custo de vida alto, eu já nem sei se faz sentido me chamar de frugal. 

Mais para frente volto a tocar nesse tema, abraços!




Comentários

  1. Olá, FA.

    Com certeza o Brasil é um país caro. Um país de 3º mundo com custos de 1º mundo.
    No meu ponto de vista seus gastos são muito altos. Ainda se tratando para 2 pessoas. Não está nada frugal. 9k em se tratando de Brasil é um montante muito alto. Poucas pessoas ganham ou gastam esse valor mensal.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cowboy, tudo bom? O negócio está brabo mesmo rss. Estou revendo os gastos dos últimos meses para entender onde estamos errando. Abraços!

      Excluir
  2. Também tenho sentido isso.
    Qnd postei que meu gasto mensal era 9k, incluindo doação para os pais, o pessoal veio dizer que eu gastava muito. Lá em casa é só um casal e dois cachorros pequenos. Meu único luxo (mesmo) é uma diarista 2x por semana.

    Talvez vc poderia trocar netflix, spotify e etc pelo Amazon Prime, por 9,90 mensais. to pensando em fazer isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Frugal, que bom que não é somente comigo rsss. Aonde seu gasto aperta mais? Percebi que cm a gente é a moradia. Ela está consumindo bastante o orçamento.

      Então, eu uso o Netflix e o Spotify mas plano família, que deixa tudo bem em conta. Dividindo por cinco é bem tranquilo.

      Abraços!

      Excluir
    2. amigo, meu gasto aperta mais é na fatura do cartao de crédito mesmo, principalmente passagens de avião, é uma coisa meio dificil pra mim que moro no norte, tenho que viajar a trabalho, ver família no nordeste e ainda tem as frescuras e reunioes da franquia que sempre sao em SP/SP e ainda mais, agora vou ter que começar a pagar a passagem do gerente também pra ele ir comigo. Fora isso acho que gasolina (R$600/mês) supermercado (uns 1500 por mês) e também pedidos de comida delivery seja por aplicativos ou não, esses são a unica coisa que dá pra mexer. Se o netflix aumentar mais 20 centavos na fatura eu vou cancelar, já decidi.

      Excluir
  3. Caraca, caro mesmo. Mas alguns itens ai estão nada frugais hein como transporte, alimentação e principalmente lazer, mais de 1k em cinema e livros? puxa vida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi AA40, transporte não tem como fugir, metade do gasto foi de manutenção do veículo. Na minha cidade, é impossível viver, de forma decente, sem carro.

      Alimentação é bem tenso também. Hoje gastamos quase 600 reais por mês só com mercado. As saídas fora são mais lazer mesmo.

      Em relação ao lazer, tem mil reais aí que são referentes à viagem do próximo ano. Faltou eu esmiuçar mais essa categoria. Já estamos pagando a viagem do ano que vem. Foi um presente, pros pais.

      Abraços!

      Excluir
    2. Tranquilo AF. Sei bem como é. Este mes por exemplo foi o primeiro mes em 10 anos que não aportei nada e estourei feio meu orçamento além de ter que colocar a mao no fundo de emergência por dois apuros, um automotivo e outro médico. Não tá facil, quanto mais se trabalha mais se gasta infelizmente. Está difícil ser frugal mesmo apertando o cinto..portanto entendo bem vc. Não dá pra deixar isso virar recorrente porém, vamos revisar pq se tornar rotina não muda mais. Abcs

      Excluir
  4. Prazer FA .. não conseguiria apertar mais esses custos de moradia? .. vem chegando o verão aí a conta de luz tende a aumentar... Planos de saúde em convênios.. ouvi falar mais não sei se vale a pena.. mais seria uma forma de escape

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá aspirante, tudo bem? Já estamos reduzindo o banho com água quente. O ar condicionado estamos ligando apenas após as 21h. Na conta do próximo mês já devemos sentir a diferença.

      Um grande abraço!

      Excluir
  5. A realidade dói, mas sempre tem como ver o lado bom da coisa. Talvez se visse o copo meio cheio poderia ajudar, pense em alguns gastos que vc teve como um investimento, tipo o lazer ( o quanto vc se divertiu e teve bons momentos com sua família). Lógico que sempre dá pra melhorar uma coisa aqui, outra ali..
    Abç

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Checando os números de novembro

Hoje estou com o domingo livre e resolvi fazer algo que gosto bastante: realizar contas e mexer com tabelas. Este texto é uma forma de incentivar os investidores que estão iniciando. Também considero uma forma de incentivar a mim mesmo, para continuar focado pelos anos vindouros. Comecei meus investimentos em renda variável em Junho/17 e foi um ano de bastante aprendizado. Finalizei o ano com a carteira totalmente vendida, estava com posições muito favoráveis, então preferi realizar o lucro. No início do ano, mudamos de residência, então, o dinheiro foi muito bem utilizado.
Vamos ver o gráfico de renda passiva de 2018 então:
Certo, de vermelho estão os rendimentos do imóvel físico que possuo. E de azul, rendimentos recebidos (em sua maioria) de Fundos Imobiliários. Em janeiro, fiz uma pequena carteira de fundos de recebíveis, da qual não me arrependo, vendi as posições com lucro e ainda tive essa rendinha no mês. Existe um hiato de 4 meses sem investimentos, justamente a época em que…

Plano B

Gosto de guiar minha vida por objetivos. Tipo como se fosse uma fase de Super Mario World. Vamos passando fase por fase, objetivo por objetivo, subindo um degrau após o outro.

O plano B, por motivos óbvios, não é tão bom quanto o plano A. Afinal de contas, se fosse bom, não seria B, seria A, concordam? Então a gente vai ajustando conforme a vida vai caminhando.
Costumo a dizer que para um plano dar certo, ele precisa ter falhas. São nas falhas e nos erros que aprendemos lições valiosas. Quando tudo vai muito certinho, não costumamos a olhar para trás procurando outra saída ou outro rumo.
Lembram da era nostálgica das lan houses? Eu era doido e fissurado por um jogo de estratégia chamado Warcraft 3. E a cada jogo finalizado, eu tinha o costume de olhar os replays para entender aonde estavam meus erros ou acertos. Claro que eu observava com mais atenção os jogos em que perdia. Os jogos em que eu vencia não me ensinavam muito.
É igual na vida.
Planejei focar por cinco anos na dívida imo…