Pular para o conteúdo principal

Receitas x Despesas - Maio/18

Resultado de imagem para financas

Não faço um fechamento mensal há alguns meses. Não tinha noção da saudade e do bem que isso me fazia. Saber para onde vai cada centavo do orçamento é muito gratificante. Através dele posso saber aonde está o pinga-pinga da torneira financeira. Este mês, por exemplo, foi bem desafiador. Os detalhes serão postados no decorrer do texto. Vamos lá:

Receitas


Então, vamos entender esse extra, tive uma receita não-recorrente, totalmente surpresa, que não esperava de forma alguma. Explico, início do ano paguei o ITBI + Cartório do imóvel atual (meus queridos, pensem na facada...). Acontece que, a consultoria calculou para mais o valor e após acerto de contas, sobrou um troco para mim. Dinheiro esse que eu já considerava perdido. Então, pensem na minha felicidade quando soube dessa graninha :)

Além disso, efetuei a venda de um jogo.  Coloquei tudo no mesmo bolo de extra, para não complicar muito. Sobre os salários, sem novidades, tudo correu dentro do esperado. Como refiz minha carteira de investimentos neste mês, não tenho rendimentos a incluir. E o aluguel, ainda irei receber, a primeira mordida é da imobiliária.

Despesas




Casa (33%): Gastos com residência foram bem elevados. Passarei o ano pagando móveis, ainda tenho mais alguns para projetar também. Então, os gastos devem ficar nesta média. Nessa categoria, estão inclusos, prestação, condomínio, energia, móveis, seguro residencial, diarista e serviços.

Aporte (19,6%): Este aporte aconteceu graças à receita não-recorrente, Sem ela, acho que teria aportado menos de 5% do salário. Fiz um bom uso da mesma, comprando algumas cotas de JSRE11 e VISC11. 

Saúde (12,2%): Categoria mais desafiadora do mês. Minha esposa vem sendo acometida por uma doença crônica. E tudo piorou justamente na mudança de plano de saúde (plano anterior absurdamente caro), quando ficamos sem carência para consultas. Só para terem ideia, metade dos gastos desta categoria foi voltado somente para consultas médicas e medicamentos. 

A saúde dela está bem melhor. Vem apresentando melhora considerável a cada dia que passa. O sentimento que fica é que não adianta ter dinheiro, ter casa, carro... não adianta ter nada se a gente não tiver saúde. Faça exercícios físicos, check-up periódicos, enfim, cuide de você e dos seus , sempre.

Imposto de renda (9,0%): Resolvi fazer diferente neste ano, aproveitei o menor nível histórico da SELIC e parcelei a mordida do leão. A sensação de impotência é indescritível. Assistir, sem poder fazer nada, quase 10% do meu salário indo pro ralo todo mês. Nossa, como dói. Estou digitando e dá vontade até de chorar um pouquinho... 

Brincadeiras a parte, é o governo sempre puxando o cidadão para baixo. É a vida meus amigos.

Alimentação (8,0%): Gastos absurdos com saídas para comer. Todo mês isso acontece e todo mês reclamo, rss. Neste maio que passou, pelo menos tenho uma justificativa, minha esposa estava adoentada e eu acabava descontando na comida.

Despesas pessoais (5,6%): Gastos com familiares, compras esporádicas e presentes.

Transporte (5,3%): Nesta categoria temos combustível e estacionamentos. Está numa média aceitável. 

Lazer (5,1%): Iniciamos um esporte novo (estava parado há meses), comprei um jogo e voltei a pagar o clube Smiles, após uma promoção relâmpago que rolou na semana passada.

Internet/Celular/IPTV (2,2%): Duas linhas controle, a internet residencial e a lista de IPTV (sei que é errado pagar IPTV porém, mais errado ainda seria pagar R$ 200,00 por mês só para assistir Discovery).

Carteira de investimentos
Esta é minha humilde carteira atualmente, reiniciando do zero. Sempre gostei de FIIs e assim continuo neste rumo. Seguem abaixo os preços-médios:

JSRE11: R$ 106,32
VISC11: R$ 107,09

Então, gastei uma horinha organizando as finanças, deixo a sugestão para que todos façam o mesmo, afinal, ou você controla seu dinheiro ou ele controlará você! Um grande abraço a todos e sucesso!

Comentários

  1. De fato, por no papel os gatos te dão controle sobre suas finanças e te ajudam no planejamento de como alocar os aportes sem prejuízo do capital de giro.

    Abraço do Norte.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Buscando mais qualidade de vida

Trabalhar na área de saúde é massante. Na realidade, lidar com saúde pública no Brasil é bem complicado. É nadar contra a correnteza praticamente todos os dias. Basta verificar os tele-jornais, diariamente tem alguma merda acontecendo. Tem aqueles dias em que faltam insumos, em outros dias nos deparamos com a falta de estrutura digna para desempenhar nossas atividades e tem aqueles dias em que o que falta mesmo é noção e um pouco de vergonha na cara dos funcionários públicos.
Porém, vamos deixar para esculhambar o SUS em outra ocasião. Bora falar um pouquinho sobre qualidade de vida? 
Não sou nenhum novato na minha área. Já são quase 13 anos de formação acadêmica. E desses longos anos, pelo menos, 7 anos de plantões noturnos. São 7 anos de noites de sono perdidas e de jornada dupla de trabalho... E como não tenho mais meus 23 anos, estou começando a sentir no meu corpo o peso disso tudo.
Já é comum sentir um pouco de enxaqueca no dia seguinte aos plantões. Afinal de contas, no dia se…

Viver bem faz muito bem

Eu não tinha a mínima ideia do impacto positivo que mudar de residência teria em minha vida. Viver bem faz uma grande diferença na qualidade de vida. Quando falo em "viver bem" não digo viver com o máximo de conforto mas, sim, com o mínimo para que você se sinta feliz.
Encontrar esta medida depende de cada um. Hoje em dia eu fico extremamente feliz em receber a família em casa. Consigo receber uns 8 parentes de forma tranquila. Coisa praticamente impossível no apartamento de 44 metros quadrados em que residia. 
Tínhamos um espaço tão reduzido que era necessário uma escala para receber visitas. E isso me frustava ao extremo. Existiam também outros problemas pontuais mas deixarei para explorar em outro post.
Após a mudança, o choque de realidade foi absurdo. Hoje, basta pegar um elevador para estar na academia. Só aí eu ganho, pelo menos, meia-hora a mais no dia, que seria o tempo do trajeto de ida e volta.
E se eu precisar me deslocar ao supermercado? Em cinco minutos estou …

Checando os números de novembro

Hoje estou com o domingo livre e resolvi fazer algo que gosto bastante: realizar contas e mexer com tabelas. Este texto é uma forma de incentivar os investidores que estão iniciando. Também considero uma forma de incentivar a mim mesmo, para continuar focado pelos anos vindouros. Comecei meus investimentos em renda variável em Junho/17 e foi um ano de bastante aprendizado. Finalizei o ano com a carteira totalmente vendida, estava com posições muito favoráveis, então preferi realizar o lucro. No início do ano, mudamos de residência, então, o dinheiro foi muito bem utilizado.
Vamos ver o gráfico de renda passiva de 2018 então:
Certo, de vermelho estão os rendimentos do imóvel físico que possuo. E de azul, rendimentos recebidos (em sua maioria) de Fundos Imobiliários. Em janeiro, fiz uma pequena carteira de fundos de recebíveis, da qual não me arrependo, vendi as posições com lucro e ainda tive essa rendinha no mês. Existe um hiato de 4 meses sem investimentos, justamente a época em que…